Resenha – Com outros olhos ( Thati Machado)

      Maio me trouxe coisas boas em meio a tormenta. Existe coisa melhor, que uma leitura gostosa que faz você repensar na vida e no que você valoriza como prioridade? Sim, a dica de leitura hoje falará exatamente sobre isso.       Vamos a obra? O título do livro é bem sugestivo Com outros Olhos, da … Continue lendo Resenha – Com outros olhos ( Thati Machado)

Feliz dia das Mães!

Estava pensando nós mulheres nascemos com uma missão predefinida, somos capazes de gerar outras vidas, certo que dependemos de um companheiro para isso que pode, ou não, compartilhar da missão conjuntamente. Mas, nós mulheres somos os receptáculos, somos a origem.  É apenas mais um dos muitos rótulos que podemos ter. Em essência somos mulheres. Antes … Continue lendo Feliz dia das Mães!

Biografia – Thati Machado

Olá leitores quero apresentar a vocês esta escritora deliciosa que conheci no Wattpad, que ganhei recentemente a oportunidade de conhecer suas novas obras Com outros olhos e Contando Estrelas (em breve teremos resenha blog). Gosto da forma como ela escreve pois sempre consegue me retirar da zona de conforto, e me mostra a realidade de … Continue lendo Biografia – Thati Machado

Deleite em Devaneio

Eis que seu desejo de puro deleite se concretiza. Amei esse mimo, Magna Santos. E lendo 'Meus quinze anos' me deparo com uma realidade em que sempre estamos... "Quinze anos, uma data marcante Juventude e esplendor Incansável busca frenética A descoberta do amor Um adeus às bonecas e fantasias Um confronto com a realidade Um … Continue lendo Deleite em Devaneio

Quando as palavras ganham vida…[2]

Tenho muitas palavras morando na minha mente, as vezes, elas forçam-me a pegar um papel e uma caneta qualquer, apenas querem sair. Anseiam alcançar um mundo que desconheço. Um mundo, o qual elas ganhem vida e sentido, para além de mim. Recentemente, tenho sentido mais vontade de expor o que querem expressar. Na hora não … Continue lendo Quando as palavras ganham vida…[2]

Quando as palavras ganham vida…[1]

E de repente, as palavras se impõem, querem uma forma, querem um canto para ficar. Então repito a cena, pego lápis e papel. Obedeço. Ainda sou daquelas que escrevem a mão. Nem tão bela é a letra, hoje em dia, de tão abandonada que foi pelos teclados e telas, mas ultimamente os pensamentos estão mais … Continue lendo Quando as palavras ganham vida…[1]